Plataforma Latino-Americano sobre Mudanças Climáticas (PLMC)

Visão

A América Latina, se afirmando no seu patrimônio natural e cultural, é protagonista na construção de um mundo mais equitativo, reconhecendo os limites da natureza, supera a ameaça da mudança climática e constrói novas formas de habitar o planeta.

Missão

Gerar respostas da e para a América Latina diante do problema global da mudança climática.

Objetivo

Contribuir com uma chamada de atenção para a mudança climática e seus efeitos como um critério prioritário para fazer decisões políticas, ambientais, sociais e econômicas, em vários níveis, tanto no setor público como no privado.

Membros da PCL

  • Fundación Ambiente y Recursos Naturales (FARN) – Argentina
  • ECOcom – Bolivia
  • Fundación NATURA – Bolivia
  • Observatorio del Clima – Brasil
  • Sociedade de Pesquisa Em Vida Selvagem e Educação Ambiental – Brasil
  • Fundação Getulio Vargas – Brasil
  • Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM) – Brasil
  • SustentaRSE – Chile
  • Alianzas para la Sostenibilidad (ALISOS) – Colombia
  • Universidad de los Andes – Colombia
  • Foro Nacional Ambiental – Colombia
  • Fundación Gaia Amazonas – Colombia
  • Asociación Empresarial para el desarrollo (AED) – Costa Rica
  • Fundación Moisés Bertoni – Paraguay
  • Sociedad Peruana de Derecho Ambiental (SPDA) – Perú
  • Instituto de Derecho y Economía Ambiental (IDEA) – Paraguay
  • Centro Uruguayo de Tecnologías Apropiadas (CEUTA) – Uruguay
  • Cultura Ambiental – Uruguay
  • AVINA – Regional
  • Sistema B – Regional
  • Fundación Futuro Latinoamericano – Secretaria Executiva da Plataforma Latino-Americano sobre Mudanças Climáticas – Equador

Elemento Unificador da Plataforma

O eixo comum ou o elemento unificador das diretrizes estratégicas de ação da PCL é a contribuição no design, na implementação e o acompanhamento das políticas públicas em referencia a mudança climática no continente, num nível nacional ou subnacional.

Uma iniciativa que procura construir respostas desde a América Latina ao problema global da mudança climática. Seu objetivo principal é a contribuição para a articulação de esforços latino americanos para enfrentar os desafios da mudança climática e incidir na formação da opinião pública e na toma de decisões econômicas, políticas, sociais y ambientais.

Em janeiro de 2009, graças ao apoio da Fundação AVINA, a Plataforma Climática Latino Americana foi conformada por 17 organizações da sociedade civil e do setor empresarial, de nove países da região (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru y Uruguai).

Um espaço de convergência, diálogo e articulação de diversos atores comprometidos em achar respostas para os desafios de mudança radical que a humanidade se enfrenta atualmente.

Foco Singular da PCL

  • Um ator global, de identidade e posicionamento latino americano.
  • Suas instituições são latino americanas.
  • Sua integração é plural, multirregional e com um foco em liderança.
  • É facilitadora, catalisadora e articuladora de processos e iniciativas coletivas latino americanas, de alcance continental.
  • As políticas públicas como elemento unificador.

Visão A PCL executa as seguintes Directrizes Estratégicas de Ação:

  1. Promover e facilitar diálogos, articulando iniciativas latino americanas e globais para formar capital social e catalisar respostas concertadas e devidamente informadas sobre a mudança climática na América Latina.
  2. Gerar e relevar conhecimentos, a partir da realidade latino americana, para a geração de políticas públicas sobre a mudança climática a nível local, nacional, regional e global.
  3. Incidir na geração e implementação de políticas públicas sobre a mudança climática, instalando propostas latino americanas a nível local, nacional e internacional.
  4. Gerar propostas coletivas inovadoras desde a América Latina com relevância regional.
  5. Instalar no espaço público mensagens de transformação e possíveis impactos.
Enquadrada nestas atividades estratégicas, a Plataforma executa o Informe sobre o Estado e a Qualidade das Políticas Públicas sobre a Mudança Climática e o Desenvolvimento na América Latina. Esse Informe que é feito com una frequência bienal, com o apoio da Oak Foundation, a Aliança Clima e Desenvolvimento (CDKN) e a Fundação AVINA, tem o objetivo de contribuir com a melhora na qualidade das políticas públicas sobre a mudança climática e o desenvolvimento (MCD) na Região, de fortalecer tanto as capacidades de quem faz as políticas como da sociedade civil para o desenvolvimento de políticas sobre a MCD como a posição regional nas negociações internacionais a través da identificação de estratégias comuns a ser desenvolvidas em base a este documento.

Perspectivas Latino americanas sobre a Mudança Climática

A mudança climática é um problema que afeta a todos nos e por isso somos convocados a enfrenta-lo como um desafio de ação conjunta, baixo princípios de equidade, cooperação e solidariedade geracional.

Blog da PCL

A Plataforma procura intercambiar perspectivas latino americanas, gerar discussões e receber opiniões sobre o tema com todos os atores da sociedade a través de www.intercambioclimatico.com

O blog é atualizado frequentemente com os temas transcendentais discutidos nas negociações internacionais e apresenta análises permanentes sobre a mudança climática na América Latina e o Caribe pelos membros da Plataforma e pelos expertos convidados.

Esta página da web foi co-fundada pela Plataforma Latino-Americano sobre Mudanças Climáticas e o “Climate and Development Lab” da Universidade de Brown em 2010.

Imprimir Email