Por Carlos Henrique Fioravanti* Um estudo da Universidade de Oxford sobre a cobertura jornalística sobre mudanças climáticas em seis países indica que jornais do Brasil, França, Índia e China têm dado menos espaço aos céticos das mudanças climáticas que a imprensa no Reino Unido e nos Estados Unidos.